História do Halloween

            

 

 

 

Halloween também é conhecido como o Dia das Bruxas,

e é comemorado no dia 31 de outubro. Harry comemora o

 Halloween todo ano em Hogwarts, onde a escola dá uma festa.

Saiba mais sobre essa festa abaixo


 Origens da Festa e da Data 31 de Outubro

Os celtas irlandeses comemoravam essa data desde o século cinco antes de cristo no Festival de Samhaim - também conhecida como o Dia das Almas - quando festejavam o fim do verão, o início do Ano-novo e as fartas colheitas. 
De acordo com os celtas a data reunia as almas de todos os que haviam morrido durante o ano para serem apresentadas ao deus Sol como agradecimento à colheita.
Também para os Druidas, antigos sacerdotes da Gália e da Bretanha, o ano novo começava em 1º de novembro. Na noite anterior, eles acendiam uma grande fogueira no topo das colinas e pintavam o corpo para observar as chamas e contar suas experiências, para celebrar o final do verão e da sua fertilidade e para que as chamas do fogo ajudassem o sol no inverno.
Mas, há também origens cristãs/católicas para esta festa:
Em 741 a Festa de Todos os Santos foi transferida, pelo Papa Gregóio III, de 13 de maio para 1º de novembro, dia da consagração da capela de todos os santos, em São Pedro, Roma; e tornada obrigatória nos anos 840, pelo Papa Gregório IV. O dia anterior era, portanto, a vigília ou "Véspera de Todos os Santos" (All Hallows Eve ou Hallowe'en).
Em 998 São Odilo, abade do poderoso monastério de Cluny no sul da frança, adicionou a celebração de 2 de novembro, dia de orar pelas almas de todos os fiéis falecidos. Esta Festa, chamada "Dia de Todas as Almas - All Souls Day" (no Brasil Dia de Todos os Mortos ou Finados).
Assim, os católicos tinham festas para todos os que estava no céu (Todos os Santos) e todos os que estavam no purgatório (Todos os Mortos).
Parece que então, alguns camponeses irlandeses católicos começaram a se preocupar com as almas que já haviam sido condenadas ao inferno. Com medo que estas almas se vingassem da falta de festas para elas, estes camponses passaram a bater panelas para "celebrar" as almas no inferno, no dia anterior a Todos os Santos. Assim, pelo menos na Irlanda, todas as almas passaram a ser lembradas, embora o clero não aprovasse ou incluísse a festa por todos os condenados no calendário da igreja. 
::. Fantasiar-se
Este costume apareceu na França nos séculos 14 e 15.
A Europa no final da idade média foi atingida por diversas epidemias de peste bubônica - a peste negra - e perdeu quase metade de sua população. Por isso, as pessoas se tornaram mais preocupadas com a vida após a morte. Mais missas passaram a ser celebradas no Dia de todos os mortos, e representacoes artísticas eram preparadas para lembrar as pessoas de sua própria mortalidade. Nós conhecemos estas representações como "danse macabre" ou "dança da morte" que era comumente pintada nas paredes dos cemitérios, mostrando o diabo guiando uma fila de pessoas - papas, reis, damas, cavaleiros, monges, camponeses, leprosos, etc.. - para as tumbas. Algumas vezes a dança era apresentada no dia de todos os mortos como uma representação viva, com pessoas vestidas e fantasiadas mostrando diversos estágios de vida.
Estas representações ainda se refletem hoje, no modo como o dia de Todos os Mortos - ou Finados - é celebrado em alguns países da América Latina (de origem hispânica), onde as pessoas fazem desenhos nas tumbas e decoram os cemitérios com figuras macabras.
Mas os franceses se fantasiavam no dia de Todos os Santos, não na véspera (Halloween); e os irlandeses não tinham este hábito. Como estas 2 coisas se tornaram uma só? Provavelmente os costumes se misturaram através dos muitos casamentos católicos entre irlandeses e franceses na colônia britânica na América do Norte nos anos 1700.







   



   




   


  






   




   



     



   



    



















                                                         





publicado por gifslove às 13:00
link do post | comentar | favorito